atendimento@linsen.com.br
Entre em contato conosco, ligue(27) 3075-6060
Os principais tipos de lentes de contato

A maioria das pessoas, no decorrer de sua vida, precisará de algum auxílio para corrigir ou melhorar algum problema de visão. Em função de seus diversos benefícios, as lentes de contato vêm conquistando cada vez mais adeptos, pessoas que, enquanto fazem sua correção visual, não abrem mão de um recurso que seja prático, que não limite seus movimentos nem seu estilo de vida.

Entretanto, muitos ainda desconhecem que há diferentes tipos de lentes de contato, cada um indicado para casos específicos. Por isso, no post de hoje, listamos quais são os principais tipos de lentes de contato, suas vantagens, desvantagens e recomendações de uso. Acompanhe. 

Lentes de contato rígidas

Antigamente, esses tipos de lentes de contato poderiam ser bastante desconfortáveis. Hoje, quando cuidadas e colocadas corretamente, elas não machucam ou cortam os olhos, como algumas pessoas ainda supõem.

As lentes de contato rígidas, na verdade, demandam um período maior de adaptação, no qual pode haver bastante lacrimejamento e, por vezes, gerar a sensação de que se está com um cisco grande nos olhos. Mas, após esse período inicial, com uma boa adaptação, o uso desses tipos de lentes de contato não deverá ser desconfortável ou difícil.

Elas são desenvolvidas a partir do poliometilmetacrilato, porém já há opções de fluorcarbonadas e as siliconadas que, por terem menor rigidez e permitir maior permeabilidade ao oxigênio, são indicadas para corrigir problemas visuais específicos.

Esses tipos de lentes de contato são duráveis, de fácil manutenção e possibilitam uma visão bastante nítida, sobretudo nos graus mais altos de astigmatismo, miopia e hipermetropia. Para casos de astigmatismo irregular (surgido, por exemplo, após traumatismos em que há perfuração da córnea), elas são as mais indicadas.

O mesmo ocorre em casos de ceratocone (doença que se manifesta na parte anterior da córnea, que sofre uma protusão e ganha o formato de um cone). Para esse caso, a lente rígida é a mais recomendada, visto que ela regulariza a superfície da córnea, o que melhora consideravelmente a visão.

Lentes de contato gelatinosas

As lentes gelatinosas são feitas a partir de material gelatinoso e flexível, o que favorece a passagem de grande quantidade de oxigênio até a córnea, gerando conforto no uso. Ao contrário das rígidas, esses tipos de lentes de contato têm período de adaptação menor e mais tranquilo.

Entre as gelatinosas há as lentes de descarte diário. Elas são muito práticas, higiênicas e não exigem qualquer tipo de manutenção: ao final do dia, após utilizá-las, você deverá descartá-las. Há, inclusive, lentes assim voltadas para problemas específicos, como o astigmatismo.

Outra opção são as lentes de contato de descarte programado. Elas podem ser utilizadas por períodos que variam de semanas a um mês, dependendo da marca do produto e de suas recomendações de uso. Por isso, você deverá ter cuidados diários para garantir sua vida útil e obter uma boa experiência, sem causar danos a seus olhos em razão do mau uso.

De modo geral, esses tipos de lentes de contato podem ser utilizados em casos de astigmatismo até no máximo um grau, mas esse valor pode variar conforme o paciente. A partir desse grau, em função da grande flexibilidade das gelatinosas, esse tipo de lente de contato não corrigirá completamente o problema ocular e ocasionará uma visão embaçada. As gelatinosas também não são recomendadas para quem tem ceratocone.

Há um tipo especial, a lente tórica, que corrige, também, o problema do astigmatismo. Algumas pessoas conseguem adaptar-se bem a elas, porém outras precisam das lentes rígidas ou outras opções para obter conforto no uso e promover a correção visual.

Existem, ainda, as lentes gelatinosas multifocais que melhoram a visão para perto e para longe, sobretudo em casos como a presbiopia (síndrome da vista cansada).

Para que o maior número possível de pessoas possa usufruir de seus benefícios, as lentes de contato foram evoluindo ao longo dos anos. Hoje, há opções para os mais diversos casos, desde para quem quer variar o visual até quem precisa resolver um problema ocular mais complexo. Tanto as lentes rígidas quanto as gelatinosas oferecem vantagens e limitações de uso, que devem ser levadas em conta na escolha da melhor opção de lente para o caso específico.

Ficaram claras as indicações de uso desses tipos de lentes de contato? Você ficou com alguma dúvida? Deixe sua mensagem nos comentários!

LIN_J2333_R01_Experiência-Linsen_CtA

Deixar Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *