atendimento@linsen.com.br
Entre em contato conosco, ligue(27) 3075-6060
Lentes de contato ou cirurgias oftalmológicas?

Para quem sofre com problemas de visão, a escolha entre óculos e lentes de contato pode ser relativamente simples. Entretanto, muitas vezes, esquecemos de que há, ainda, uma terceira possibilidade: as cirurgias oftalmológicas.

No post de hoje, leia sobre o funcionamento das cirurgias oftalmológicas e as vantagens do uso de lentes de contato de acordo com cada caso clínico, bem como as indicações para cada uma das opções.

#1 Correção de miopia

Como já explicamos aqui no blog, a miopia caracteriza-se pela dificuldade para enxergar de longe com nitidez – problema que pode atingir pessoas de qualquer idade. Bastante comum no Brasil, estima-se que ela afete até 68 milhões de pessoas.

As cirurgias oftalmológicas a laser são uma alternativa para este tipo de problema de visão. Existem diferentes tipos de cirurgia disponíveis e seu médico poderá recomendar a mais adequada para o seu caso.

Este tipo de procedimento envolve cortar uma pequena camada no tecido da córnea para que o laser possa remodelar suas partes e corrigir as deformidades que causam a miopia. O objetivo do procedimento é aplanar a córnea muito acentuada, capacitando o olho a focalizar a luz na retina.

A cirurgia é indicada para pessoas com mais de 18 anos e que apresentem sua ametropia estável, ou seja, sem aumento de grau por, pelo menos, um ano. Ela não é apropriada para quem possui miopia avançada, com mais de oito graus, nem para quem é idoso.

O uso de lentes de contato, em contrapartida, pode ser adotado por pessoas de qualquer idade ou estilo de vida – muitos adolescentes e, até mesmo, crianças usam lentes de contato. Há, inclusive, lentes exclusivas para correção da miopia.

#2 Correção de astigmatismo

Este problema de visão é causado pelo formato irregular da córnea, o que ocasiona uma visão borrada e distorcida (tanto de perto quanto de longe). A extensão irá variar de acordo com as diferenças individuais da forma dos olhos.

As cirurgias oftalmológicas para o tratamento de astigmatismo também são procedimentos comumente realizados em praticamente todos os países.

O paciente interessado deve procurar seu oftalmologista especialista para a realização de exames, que indicarão se ele está apto a fazer a cirurgia. Nas cirurgias oftalmológicas Lasik (Laser-Assisted in Situ Keratomileusis) para astigmatismo, por exemplo, o laser atua por meio da suavização da córnea irregular para uma forma mais normal.

Assim como a miopia, o astigmatismo de grau alto ou irregular (após traumatismos nos quais há perfuração da córnea, por exemplo) também possui restrições, não sendo possível realizar as cirurgias.

Nesses casos, é recomendado o uso de lentes de contato do tipo rígida ou gelatinosa tórica. Para os demais casos de astigmatismo, também há lentes tecnologicamente desenvolvidas exclusivamente para tratar desse problema, corrigindo e garantindo mais comodidade para a realização das atividades diárias de seus usuários.

#3 Correção de hipermetropia

A hipermetropia é caracterizada pela dificuldade de enxergar com nitidez objetos que estão próximos – ao contrário da miopia. Estima-se que ela já afete 65 milhões de brasileiros.

As cirurgias oftalmológicas para a hipermetropia são ainda mais restritas: são feitas geralmente em pacientes com até seis graus.

As lentes de contato positivas ou convergentes são específicas para hipermetropia e as mais adequadas para a correção desse tipo de problema.

Outras indicações e riscos das cirurgias oftalmológicas
  • Os riscos inerentes à cirurgia a laser podem incluir infecção, cicatrizes da córnea, diminuição da sensibilidade ao contraste, olho seco severo, halos de luz, coceira, diminuição da visão, sensibilidade à luz, dificuldade para ver à noite, manchas vermelhas nos olhos e, em casos extremos, a perda permanente da visão.
  • Nem todas as cirurgias a laser são eficazes e algumas pessoas continuam precisando de óculos, lentes de contato ou mesmo necessitam realizar uma cirurgia adicional após o primeiro procedimento.
  • Quem já fez cirurgia a laser também pode vir a precisar de óculos ou lentes de contato multifocais para corrigir a presbiopia (ou “síndrome da visão cansada”).

É importante ressaltar que, para tomar a decisão final sobre realizar cirurgias oftalmológicas é fundamental consultar o seu médico. Ele poderá aconselhar sobre a melhor opção e sobre os riscos de cada procedimento, especialmente se a cirurgia refrativa estiver sendo considerada.

Por outro lado, as lentes de contato, usadas com os cuidados apropriados, não oferecem riscos à saúde ocular e garantem uma excelente acuidade visual, entre outros benefícios

Você tem alguma dúvida sobre as indicações e vantagens das lentes de contato em relação às cirurgias oftalmológicas? Compartilhe sua mensagem aqui nos comentários

LIN_J2333_R01_Experiência-Linsen_CtA

Deixar Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios *